quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

Campanha da cadeira para o NOVA VIDA


O Centro Espírita Nova Vida, vem através da diretoria iniciar a campanha da cadeira, pois estamos necessitando de cadeiras novas, visto que as antigas estão sem condições de uso.

Estamos pedindo a todos que usam a net para nos ajudar na divulgação dessa campanha, pois iremos fazer uma boa divulgação no Rio Grande do Norte através de Blogs, Orkuts e Comunidades, para que possamos angariar o Maximo possível de cadeiras para atender às necessidades do nosso Centro Espírita.

Os contatos para as doações ou duvidas com relação á campanha via e-mail.
paulomavignier@gmail.com
celiamfp@gmail.com

Os contatos para as doações ou duvidas com relação á campanha via Telefone.
-- (84) 3333-2275 – Paulo Mavignier
-- (84) 9615-3007 – Paulo Mavignier
-- (84) 9919-3170 – Célia Pinto


O modelo da cadeira para a doação: CADEIRA PLÁSTICA SEM BRAÇOS.

O Centro Espírita Nova Vida, antecipadamente agradece a todos que queiram nos ajudar nessa vinha.

Paz e Saúde, Crianças de Deus.

domingo, 18 de janeiro de 2009

Momento de Reflexão

Peneira
Certa vez, uma mãe muito preocupada com a educação de sua filha a surpreendeu, junto a um grupo de amigas, comentando acerca de uma outra amiga ausente.
O comentário naturalmente era desagradável. A mãe, então, convidou todas as meninas a seguirem com ela para a cozinha. Ali tomou de três peneiras, uma vasilha e uma porção de farinha.
Despejou a farinha na primeira peneira, de furos grandes e facilmente a farinha passou para a segunda peneira que tinha furos um pouco menores.
Agitou um pouco e a farinha caiu na terceira peneira, de malhas mais finas. Chacoalhou outra vez e a farinha finalmente caiu dentro da tigela.
A mãe tomou, então, de uma tampa e com cuidado, cobriu o recipiente para que a farinha não se espalhasse, caso um vento forte se apresentasse.
As meninas acharam aquilo tudo muito estranho e ficaram olhando, sem entender nada.
A senhora sorriu e falou, dirigindo-se especialmente para a filha:
Vamos imaginar que a farinha represente o comentário que você ouviu de alguém a respeito da sua amiga. Antes de passá-lo adiante, vamos passá-lo pelas três peneiras. Você tem certeza de que o que lhe contaram é a pura verdade?
Bem, disse a garota, certeza mesmo eu não tenho, só ouvi alguns comentários.
Se você não tem certeza, falou a mãe, a informação vazou pelos furos grandes da peneira da verdade. Agora vamos passá-la pela segunda peneira, a da caridade.
Pense, minha filha, você gostaria que dissessem de você isto que você falava a respeito da sua amiga?
Claro que não, respondeu prontamente a garota.
Então a sua história acaba de passar pelos furos da segunda peneira. Agora caiu na terceira, que se chama razão. Você acha que é necessário, que é útil passar adiante esta história?
A menina pensou um pouco,coçou a cabeça e respondeu:
Pensando bem, acho que não há nenhuma necessidade.
Pois muito bem, completou a mãe, assim como a farinha passou pelas três peneiras e ficou guardada na vasilha tampada, protegida do vento, o comentário que você ouviu, depois de passar pela peneira da verdade, da caridade e da razão, deve ficar guardado dentro de você.
Assim procedendo, você impedirá que o vento da maledicência espalhe a calúnia e traga maiores sofrimentos para sua amiga.
* * *
Antes de tecermos qualquer comentário desabonador a respeito de quem quer que seja, reflitamos: será mesmo verdade o que nos disseram?
Gostaríamos que dissessem de nós o que pretendemos contar aos outros? Será verdadeiramente útil para alguém passar adiante o que ouvimos?
Se depois de passar pelas três peneiras, concluirmos que pode não ser verdadeira a informação, ou que, em se referindo à nossa pessoa, não gostaríamos de tal comentário, ou, finalmente, se o que sabemos nada trará de construtivo, de útil a outrem, calemos.
O mal não merece comentário em tempo algum. O mal cresce na Terra porque os bons se encarregam de alardeá-lo aos quatro ventos, à conta de escândalo.
A frase: Você já sabe?, repetida tantas vezes por nossa boca, deve começar a morrer dentro de nós, quando se trate de comentar a vida alheia.
Divulguemos o mau proceder somente quando, comprovado verdadeiro, a sua divulgação possa trazer benefício a terceiros, a título de prudência ou cuidados.
Caso contrário, sejamos sempre os promotores da boa palavra, que constrói, edifica, espalha luzes onde se expresse.
--------------------------------------------------------------------------------------
Redação do Momento Espírita, com base no cap. 25 do livro A vida ensinou, de Maria Ida Bachega Bolçone, ed. Eme.Em 14.01.2009.
Fonte: Momento Espirita (www.momento.com.br/)
Apoio: Centro Espírita Nova Vida

sábado, 10 de janeiro de 2009

DIVALDO FRANCO EM NATAL - 24 E 25/01/2009


DIVALDO FRANCO FAZ PALESTRA E WORKSHOP EM NATAL


Nos próximos dias 24 e 25 de janeiro Natal contará com a presença do orador e médium Espírita Divaldo Pereira Franco.


Veja programação:24.01.2009 (sábado)


ATIVIDADE: Palestra públicaLOCAL: Palácio dos Esportes


HORA: 20h REALIZAÇÃO: Federação Espírita do Rio Grande do Norte


– FERN Haverá no local exposição e venda de livros, CDs e DVDs de Divaldo Franco


ENTRADA FRANCA


25.01.2009 (domingo)ATIVIDADE: Workshop


TEMA CENTRAL: Libertação do Sofrimento


LOCAL: Auditório do CEFET (Av Sen. Salgado Filho, 1559 – esquina com Bernardo Vieira)


HORÁRIO: 08h às 13h30m


REALIZAÇÃO: Federação Espírita do Rio Grande do Norte –


FERNINVESTIMENTO: R$ 30,00 (incluso o livro Libertação do Sofrimento de Joanna de Ângelis)


INSCRIÇÕES E INFORMAÇÕES: Livraria da FERN (84) 3211 8518


VAGAS LIMITADAS

segunda-feira, 5 de janeiro de 2009

CENV-APODI


Nas comemorações de fim de ano no nosso "Centro Espírita Nova Vida", o nosso presidente e amigo/irmão Antonio Soares da Silveira, em despedida da nossa cidade Apodi para Natal, nos presenteou com uns VERSOS que ficaram registrado nos nossos arquivos da memória.




SE ME PERGUNTAREM

I

Se me perguntarem, como foi que vivi meu passado recente,
Se me perguntarem, o que foi que senti presentemente
Eu direi que sonhei, procurei e colhi as mais puras amizades
E ame e por isso encontrei toda felicidade.

II

Amizade se faz, procurando se dar o mais puro sentir
E aqui recebi, de muitos amigos o que há de melhor,
Nessa busca mais, eu vivi mais feliz, esqueci minha dor
E assim o que fica comigo é alegria e amor.

III

Nos caminhos da gente nem sempre se sente tudo o que se quer,
Felicidade, alegria, amizade e paz, é a meta ideal
E aqui fui feliz, pois amigos eu fiz, confiante eu vivi,
E eu sei, nunca esquecerei tudo o que recebi.

IV

Recordarei, os alegres momentos que vivemos aqui
“Evangelho no lar”, “Parabéns pra você”, sempre vou lembrar
E essa turma amiga, junta no “Tony Tour” , feliz a voltar
Saudades, sem tristeza em meu peito sempre haverá.

V

Se me perguntarem, como foi que vivi meu passado recentemente,
Se me perguntarem, o que foi que senti presentemente,
Eu direi, vou viver, sem nunca esquecer, com vocês vou ficar
E no meu coração, haverá emoção sempre que eu lembrar.




Antonio Soares da Silveira.
Presidente do Centro Espírita “NOVA VIDA”.

Confraternização Infanto-juvenil





A escola de evangelização infanto-juvenil, caminhando com Jesus, realizou no dia 20/12/2008, às 08:00 hs, mais uma comemoração natalina, contando com a participação de 98 evangelizandos. Foi servido lanches e entrega de lembranças natalinas para todos.

Às 17:00 hs, iniciamos a leitura do evangelho segundo o espiritismo para os pais dos evangelizandos e logo após entrega de alimentos. Foi uma confraternização bastante participativa e no final todos num clima natalino se abraçaram .